English

Portugues

BRL VACINAS

Tratamento intravesical para câncer de bexiga

Tratamento intravesical para câncer de bexiga

A terapia intravesical é o tratamento com uma droga que é aplicada diretamente na bexiga, através de um cateter, em vez de ser administrada por via oral ou injetada na veia. Isto pode ser feito com imunoterapia, que faz com que o próprio sistema imunológico do corpo ataque as células cancerígenas, ou com quimioterapia.

Dessa forma os medicamentos afetam principalmente as células que revestem a bexiga, com pouco ou nenhum efeito sobre outras células. Isto significa que todas as células cancerígenas fora do revestimento da bexiga, incluindo aquelas que cresceram mais profundamente na parede não são tratadas. Os medicamentos administradas dentro da bexiga não atingem células cancerígenas nos rins, ureteres e uretra, ou aquelas que já se espalharam para outros órgãos.

Por esta razão, a terapia intravesical é usada apenas para tratar tumores de bexiga não invasivos (estágio 0) ou minimamente invasivos (estágio I).


Imunoterapia Intravesical

  • Terapia com Bacillus Calmette-Guerin - O bacillus Calmette-Guerin (BCG) é considerada a imunoterapia intravesical mais eficaz para o tratamento de câncer de bexiga em estágio inicial. O BCG é uma bactéria que está relacionada com o bacilo que causa a tuberculose (TB). Para tratar o câncer de bexiga, a vacina BCG é administrada diretamente na bexiga através de um cateter. As células do sistema imunológico são atraídas para a bexiga e ativadas pela BCG, que por sua vez afeta as células do câncer de bexiga. O tratamento com BCG pode causar sintomas como gripe, febre, calafrios, fadiga e sensação de queimação na bexiga.

 

  • Interferon - Os interferons são substâncias naturalmente produzidas por vários tipos de células no corpo, e que estimulam o sistema imunológico. Eles podem também ser produzidos em laboratório e administrados como medicamento. O interferon-alfa é o tipo mais utilizado para tratar o câncer.


Os efeitos colaterais da imunoterapia intravesical incluem dores musculares, dores nos ossos, dores de cabeça, problemas de concentração, fadiga, náuseas e vômitos. Esses problemas geralmente são temporários e desaparecem com o término do tratamento.

Quimioterapia Intravesical

Na quimioterapia intravesical os fármacos anticancerígenos são administrados diretamente na bexiga através de um cateter. Estas drogas quimioterápicas destroem as células cancerígenas em crescimento. Estes medicamentos também podem ser administrados sistemicamente (via oral ou na veia) para tratar estágios mais avançados do câncer de bexiga.

A mitomicina e tiotepa são as drogas mais usadas na quimioterapia intravesical. Outros fármacos que também são utilizados incluem valrubicin, doxorrubicina e gemcitabina.

Os principais efeitos colaterais da quimioterapia intravesical são irritação e sensação de queimação na bexiga.

Fonte: American Cancer Society

Compartilhe essa página